• 86 9.9970-6635
  • sambanafaixa@gmail.com

Arquivo da tag Samba

Com sintomas de covid-19, Diogo Nogueira adia live que faria no domingo

Diogo Nogueira adiou a live que faria no domingo (2) após sentir sintomas de covid-19. De acordo sua assessoria, o cantor está em isolamento esperando o resultado do teste para a doença, que sairá no próximo sábado (1).

“Prezando pela saúde e segurança de todos os envolvidos, Diogo, em conjunto com sua equipe, optou pelo adiamento da live de ‘Dia dos Pais’, que seria transmitida através do YouTube neste domingo (02/08). A nova data está prevista para o dia 23/08”, informa um comunicado enviado pela assessoria.

Na nota, o cantor também afirma que está “tocado pela corrente de boas energias” que tem recebido e “confiante de que logo estaremos juntos novamente para levar muito samba, alegria e amor para o público que está em casa”.

Samba do Trabalhador volta a ser suspenso por causa da Covid-19

Samba do Trabalhador, roda de músicos que acontece toda segunda-feira no Andaraí, Zona Norte do Rio, voltou a ser suspenso por causa da pandemia de Covid-19.

Desde a retomada, dia 19 de outubro, foram seis edições, em um novo formato e observando as medidas sanitárias, como a redução a um terço da capacidade.

Líder da roda de samba, o cantor e compositor Moacyr Luz explicou que, mesmo com todas as regras de higiene, o cancelamento temporário “é a melhor decisão por precaução”.

O Rio enfrenta desde a semana passada uma alta nas internações por Covid-19, tanto na rede SUS quanto nos hospitais privados.

Público passou a curtir o Samba do Trabalhador, de Moacyr Luz, das mesas e não mais em pé ao lado dos músicos por conta da pandemia — Foto: Mauro Pimentel/AFP

Público passou a curtir o Samba do Trabalhador, de Moacyr Luz, das mesas e não mais em pé ao lado dos músicos por conta da pandemia — Foto: Mauro Pimentel/AFP

De roda a show

Por conta da pandemia, o público não ficava mais ao redor dos músicos. Cantores e instrumentistas ocupavam um palco, e os frequentadores, na plateia.

“Não é mais uma roda. As pessoas não ficam mais ao nosso redor”, explicou no mês passado Moacyr Luz, de 62 anos.

O Samba do Trabalhador há 15 anos anima nas tardes de segunda-feira um público de até 1,5 mil pessoas no Clube Renascença. Foram sete meses de paralisação até a retomada, em outubro.

Para o compositor, um dos pesos pesados do gênero no país e cujo último álbum foi indicado ao Grammy Latino 2020, fazer samba sem multidão é como marcar um gol e não poder comemorar.

“Não tem aquela naturalidade da roda. Mas o samba está rolando. Estamos vivendo uma transformação, tem que se adaptar”, ressaltou Luz.